Upgrade no CV? Use o voucher CATARINTA2018 na TIExames para ganhar 12% desconto.

Fintech PagueVeloz sela acordo com aceleradora Darwin Starter

PagueVeloz, startup catarinense, receberá seis meses de aporte para mentoria e networking, além de poder optar por investimentos em capital e serviços em troca de participação acionária. Objetivo é que até o fim de 2017 o número de usuários da plataforma para gestão financeira cresça quatro vezes.

Localizada em Florianópolis (SC), a aceleradora Darwin Starter proporciona seis meses de programação intensa para alavancar os negócios de startups do estado. A fintech PagueVeloz, é a nova selecionada para o projeto e integra um grupo de 14 negócios inovadores que receberão durante um semestre mentoria com nomes de peso da área de inovação. Além disso, a fintech desenvolvedora de uma plataforma para gestão de pagamentos para empresas e pessoas pretende estabelecer uma rede de networking com os participantes.

Qual o objetivo da Fintech?

Jose Henrique Kracik da Silva, CEO da PagueVeloz - Imagem: Daniel Zimmermann

Jose Henrique Kracik da Silva, CEO da PagueVeloz – Imagem: Daniel Zimmermann

“Nosso objetivo é chegar ao fim desse ciclo com um crescimento de 400% na nossa base de usuários. Hoje a PagueVeloz atua em todo o Brasil. Começamos oferecendo uma solução para que o setor automotivo pudesse gerir melhor suas finanças, emitir e gerenciar boletos, receber via cartão de crédito e simular vendas. O sistema já é utilizado por empresas de diferentes setores, de e-commerces a pessoas físicas”, explica o CEO da startup, José Henrique Kracik da Silva.

Como o Darwin vai colaborar?

Através do programa de aceleração, a Darwin Starter proporciona ainda a opção de investimentos em capital e serviços para as startups, em troca de um percentual de participação no negócio. Mentores como Roberto Dagnoni, da Cetip, Jaime de Paula, da Neoway, Vinícius Roveda, da Conta Azul, e Henrique Tormena, da Endeavor, englobam o projeto.

Quantos clientes a PagueVeloz tem?

Atualmente a PagueVeloz conta com uma base de 3 mil clientes e pretende encerrar o ciclo de aceleração com aproximadamente 15 mil. “Fomos a primeira empresa brasileira a lançar um aplicativo com comando de voz para pagamentos e transferências. O mercado de fintechs é ainda recente e cheio de oportunidades. Acreditamos que a ajuda que vamos receber através da aceleradora nos proporcionará chegar a novos segmentos e oferecer novas possibilidades dentro da área de pagamentos”, encerra José Henrique.

Deixe o seu pensamento