Upgrade no CV? Use o voucher CATARINTA2018 na TIExames para ganhar 12% desconto.

Plataforma diminui a inadimplência de MEIs e autônomos

O sistema Asaas é uma alternativa para gestão de cobranças e pagamentos para os microempreendedores e já reduziu em 50% a inadimplência dos usuários

Como trabalhar com boletos e gerenciamento das cobranças não costuma ser uma prática comum entre profissionais autônomos, MEIs e microempresas, um sistema foi criado para fazer essa gestão de forma rápida e prática. Desde o início das operações, em dezembro de 2013, o Asaas diminuiu em média, 50% da inadimplência dos usuários e, aproximadamente, uma hora de trabalho diário do MEI. “Esse é o tempo que ele gastaria todo o dia para ligar para os clientes e gerar os boletos bancários e faturas”, explica Piero Contezini, CEO e cofundador da startup Asaas.

Clientes

A plataforma é utilizada por mais de 2 mil clientes, em todos os estados brasileiros. Entre eles, Marcos da Silva Santos, 37, que recentemente se formalizou no mercado. Dono da empresa que presta assessoria em documentação e vistos consulares em Suzano, São Paulo, o empreendedor migrou para o sistema depois de receber uma cobrança de outro fornecedor. “Quando eu fazia um boleto no antigo sistema, o cliente recebia como spam e, muitas vezes, atrasava o pagamento. Num determinado momento recebi uma cobrança da plataforma e passei a utilizá-la como teste. Desde então, não tive problemas com as transferências bancárias”, comenta.

Sobre a Asaas

Com sede em Joinville (SC), a startup oferece serviços financeiros para profissionais autônomos, MEIs e micro e pequenas empresas. Criada em dezembro de 2013, a plataforma ASAAS é uma solução completa para gestão de pagamentos e cobranças. Depois de fechar o ano de 2015 com um crescimento de 400%, a startup financeira (fintech) mantém o desempenho no primeiro semestre. A empresa dobrou o faturamento e o número de clientes no mês de julho, em comparação a janeiro de 2016. Hoje, são mais de 2 mil clientes ativos e o faturamento consolidado chega a R$ 1 milhão. Desde o lançamento da startup, o sistema já recebeu investimentos de R$ 5.6 milhões. O último aporte recebido foi no valor de R$ 2 milhões, liderado pelo fundo Cventures Primus

Deixe o seu pensamento